# MAQUIAVEL - O Príncipe e dez cartas... Editora UnB - 1989. # "" (...) vale lembrar que não há nada mais difícil de executar e perigoso de manejar [ e de êxito mais duvidoso ] do que a instituição de uma nova ordem de coisas. ""
 
     
     
     
     
     
     
     
     
     
 

Um novo tempo, uma nova ordem... surgirá a partir de 2017 em Pirassununga ...




"" (...) Aqueles que se tornam príncipes pelo seu valor conquistam domínios com dificuldade, mas os mantêm facilmente; a dificuldade se origina em parte nas inovações que são obrigados a introduzir para fundar o Estado em segurança.

Vale lembrar que não há nada mais difícil de executar e perigoso de manejar ...[ e de êxito mais duvidoso ]... do que a instituição de uma nova ordem de coisas. Quem toma tal iniciativa adquire a inimizade de todos os que são beneficiados pela ordem antiga, e é defendido sem muito calor por todos os que seriam beneficiados pela nova ordem - falta de calor que se explica em parte pelo medo dos adversários, que têm as leis do seu lado, e em parte pela incredulidade dos homens.

Estes, com efeito, não acreditam nas coisas novas até que as experimentam; portanto, aqueles que as rejeitam todas as vezes que podem atacá-las o fazem com empenho, e os que as defendem, defendem-nas tepidamente, de modo que a seu lado se tem uma posição pouco firme.

Faz-se necessário, portanto, saber se os inovadores são independentes ou não; isto é: ...se para executar seus desígnios precisam pedir ajuda a outrem, ou se podem impor-se por si próprios. Na primeira hipótese sempre se dão mal, e não chegam a parte alguma; mas quando dependem dos próprios meios apenas, e conseguem impor-se, raras vezes falham. Daí a razão por que todos os profetas armados vencem, e são vencidos os desarmados.

Porque, além do que já foi dito, a natureza dos povos é lábil: é fácil persuadi-los de uma coisa, mas é difícil que mantenham sua opinião. Por isso, convém ordenar tudo de modo que, quando lhes falte a crença, se lhes possa fazer crer pela força, ...autoridade, ...força ético-moral, ...não autoritarismo. ""

A LIÇÃO DE MAQUIAVEL

O Consentimento das massas é a melhor garantia da estabilidade para qualquer regime de uma nova ordem em Governar um Município...

- PIRASSUNUNGA SP 2017 -

"" Ensinou-nos a observar com mais clareza a realidade, a enxergar o essencial atrás de meras aparências, a reconhecer que a política é, antes de tudo, exercício de escolha. Exortou-nos a não abandonar a esperança nos momentos de crise e a nunca deixar de testar nossas convicções preconcebidas. Construiu ponte moderna entre pensamentos e ação. Lucidez irônica, observação analítica, vigor patriótico e coragem de duvidar convergem na lição que Nicolau Maquiavel nos legou como herança indelével: a ação política, para ser eficaz e responsável, exige informação correta e atualizada, diagnóstico oportuno, avaliação adequada dos resultados previsíveis, revalidação e reorientação continuada das ações e metas, capacidade de decisão proativa e, sobretudo, ...S A B E D O R I A. ""



# MAQUIAVEL - O Príncipe e dez cartas... Editora UnB - 1989. #

 
     
   
     
 

"A CONDIÇÃO PARA UM MILAGRE É A DIFICULDADE, ...PARA UM GRANDE MILAGRE É A IMPOSSIBILIDADE."

 
 

" (...) A verdadeira grandeza sempre empolga - ou então irrita - mas nunca nos deixa simplesmente indiferentes. "

 
 

"(...) De fato, todas as nossas vitórias são devidas a um elemento em nós que não é idêntico ao nosso ego, mas a algo transcendente, cósmico, infinito, divino, que é ao mesmo tempo imanente em nós - ao passo que as nossas derrotas são sempre devidas ao nosso pequeno ego humano, que se julga capaz de algo de que é incapaz. "

 
     
   
   
 

"Há princípios eternos que não admitem compromisso e condicionalidade, e o Homem deve estar disposto a sacrificar a sua própria Vida para obedecer a esses princípios..."

[ Ulysses von Lang ]